mochilando com crianças, Mundo Afora

Indo para Rivera com crianças: se for de carro, planeje-seantes de pegar a estrada!

indo-para-rivera-criancas
Rivera
Um pé lá outro cá.

Já contei aqui pra vocês que fomos eu, Vlad e MEL para Rivera, fazer umas comprinhas. Realmente, em termos de valores, vale muito sair do Brasil para comprar alguns produtos como perfumes, eletrodomésticos, splits, bebidas e outras “cositas”. Os preços no lado de lá da fronteira, mesmo com o dólar em alta, compensam. O único problema de fazer esta viagem de carro com crianças é o trajeto. Por isso é bom planejar bem antes de pegar a estrada!

Rivera
Acharam um amigo rsrsrs
Embora a rodovia esteja em boas condições, bem sinalizada, sem buracos, o trajeto é longo e deserto na maior parte do tempo. Como assim, deserto? É que para encontrar um posto de gasolina, um restaurante, um banheiro, tem que rodar muito. Se o carro tiver qualquer problema, senta e chora! Até chegar o socorro vai levar um tempo. Em uma estrada que é só campo de um lado e do outro. O famoso “pampa gaúcho”! Dá pra ver uma vez que outra uma casinha à quilômetros da estrada. No mais, lavouras, gado e solidão.
Claro, não é assim por todo o caminho. Quem vai pela BR 290, até a altura de Cachoeira do Sul, vai encontrar algumas opções de postos com restaurantes, socorro mecânico e tal. Só que neste ponto tenho que dizer que me impressionou a selvageria na estrada, principalmente por parte dos Argentinos. Eles não respeitam sinalização, limites de velocidade e andam feito loucos, ultrapassando quem veem pela frente! Mas misteriosamente, depois que passamos Cachoeira, eles sumiram…ficamos a estrada e nós. Algo interminável, de se perder de vista.

Isto torna a viagem bastante cansativa, pois não tem onde parar, esticar as pernas, tomar um café. Com crianças é complicado. Se nós ficamos cansados, entediados, imagina os pequenos. Sem contar que se der alguma pane no veículo a espera será longa…

Rivera
Ponte de Rosário, agora faltam 100km

Escolhemos a rota que vai por São Gabriel até Rosário, que é a mais rápida. Mas neste caso é bom ir preparado, levar água, lanches, frutas, pois são longos trechos sem parada. Talvez indo por Santa Maria as condições de viagem sejam melhores, pois nesta estrada não tem esta escassez de recursos. E com crianças vale a pena andar um pouco mais para oferecer a eles um descanso, um lanche, uma relaxada, uma visitinha ao banheiro… Lembrando que iniciamos nossa viagem em Porto Alegre. Vindo do norte do estado ou Santa Catarina o viajante vai chegar obrigatoriamente a BR 287 (via Santa Maria).

Rivera
O lanchinho tinha que ser maior, este deu para metade da viagem

Bem, deixando a estrada de lado, a vantagem de levar as crianças é que elas tem direito a mesma cota que os pais, logo, dá pra comprar mais coisas. São USD 300,00 por pessoa. E dá pra comprar bastante coisa, desde que sejam respeitadas as regras da Receita Federal. Vale a pena comprar itens de perfumaria (protetor solar da Banana Boat spray para as crianças por USD 11.00, perfumes pela metade do preço do Brasil, maquiagens MAC e outras marcas com um preço muito bom, eletrodomésticos valem muuuuito a pena – compramos split de 12000 btus por USD 270,00 e a famosa fritadeira elétrica que aqui custa pra lá dos R$ 1000,00, lá custa USD 159,00!!). Usando a cota das crianças, tínhamos USD 1.500,00 para compras. Só não passa na cota dos pequenos as bebidas alcoólicas, que também vale muito!

Rivera

 

Rivera
Hotel

Em termos de hospedagem, a cidade de Livramento oferece boas opções, com diárias em média de R$ 250,00 para um casal com duas crianças maiores de 5 anos. Claro que existem opções mais em conta, mas são hospedagens bem mais simples (algumas com aspecto bem ruim!) a partir de R$ 150,00. Ficamos hospedados no hotel Emirates Suites, que nos deu um desconto na hospedagem de uma das meninas e no estacionamento. O café da manhã bem bom. O quarto, excelente, muito limpo e confortável, com uma charmosa varanda. Não é o mais próximo à fronteira, mas de carro se chega em um instante.

Rivera
Café da manhã (só os pães e bolos)
De um modo geral, foi muito legal. As meninas tiraram foto no marco da fronteira da paz, com um pé no Brasil e outro no Uruguai, vasculharam todas as lojas, experimentaram “trocentos” perfumes, compraram guloseimas que no Brasil a mesada delas não paga (balas, Pringles, chocolates, um festival de “porcarias” rsrsrsr). E eu trouxe aqueles chás solúveis deliciosos que no Brasil não saem por menos de R$ 20,00 e lá paguei USD 2,90. O saldo foi positivo. Já estou pensando em voltar…por outro caminho.
Rivera
Hora de dar tchau!

 

Gostou do post? Deixe seu comentário aqui e siga-nos nas redes sociais! Você também pode salvar a imagem abaixo no Pinterest e conhecer nossas pastas!

Beijos de MEL!

Juliane

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *

Error: Access Token is not valid or has expired. Feed will not update.
This error message is only visible to WordPress admins

There's an issue with the Instagram Access Token that you are using. Please obtain a new Access Token on the plugin's Settings page.
If you continue to have an issue with your Access Token then please see this FAQ for more information.




© Copyright - 2017 Mel a mil pelo mundo. Todos os direitos reservados.