Espanha, Viver em Madrid

Viajar na pandemia: nossas férias 2020 na Espanha

viajar-na-pandemia

Viajar na pandemia, quem poderia imaginar que nossas férias programadas desde fevereiro seriam em meio a uma crise sanitária mundial?

*Antes de começar a relatar nossa experiência, quero ressaltar que moramos na Espanha e que os deslocamentos eram permitidos, tanto dentro do país como na União Européia. 

criança correndo na areia da praia
Praia com grande faixa de areia, pra manter distância de segurança

Nós viajamos muitas vezes fazendo troca de casas, e isso requer algum planejamento, como enviar as solicitações com antecedência até que alguém tenha disponibilidade de oferecer sua casa no mesmo período que pretendemos viajar. Como agosto é baixa temporada para nós e Valência está a somente 3 horas de Madrid, decidimos procurar algum lugar lá. Caso tivéssemos que atender algum cliente, era só vir um dia antes e depois voltar para as férias. Em fevereiro consegui fechar duas  trocas em apartamentos bem perto da praia, como queríamos. A primeira seria em julho, em La Manga. Seis dias de férias mesmo, desligados de tudo. A segunda em agosto, 12 dias em Valência neste esquema de voltar pra Madrid se fosse necessário. Mas quem esperava o que viria em seguida…

Entramos no lockdown dia 12 de março achando que em 15 dias tudo estaria resolvido e seguiríamos a vida normalmente. Mas quando vimos o Estado de Alarme se estender a cada quinzena, tendo sido prorrogado 6 vezes, milhares de pessoas adoecendo, outras milhares falecendo, as perspectivas se foram desfazendo em todos os setores da nossa vida. Já ninguém sabia o que esperar. E nós nem pensávamos mais em viajar. Viajar na pandemia.

Quando acabou o estado de alarme nosso anfitrião de La Manga me contatou perguntando se nossa viagem estava de pé. Ficamos um pouco receosos, até porque os deslocamentos de Madrid pra outras Comunidades (estados) não estavam permitidos e combinamos de falar mais próximo, já que ainda faltava um mês. Há uma semana da viagem decidimos confirmar e fomos.  Os deslocamentos foram liberados em todo o país, nosso anfitrião nos deixou bem seguros em relação à higienização da casa e eu já sabia que não havia estado ninguém lá antes da gente.

Em relação à segunda viagem eu já estava mais desanimada. Desejava realmente que o anfitrião cancelasse a troca, mas ele não o fez. Os novos casos começaram a aparecer e eu temia que as fronteiras das cidades acabassem fechando e nós tivéssemos que voltar às pressas. Além disso, essa viagem seria o dobro de tempo da outra. Mas no fim decidimos ir e foi muito bom, aproveitamos pra desopilar e conhecer lugares novos.

Mas como foi viajar na pandemia?

Fala-se muito em tomar todos os cuidados e isso é realmente necessário. Mas nós sabemos que nem todos seguem à risca e estamos sujeitos a ter contato com pessoas infectadas. Nessas alturas e depois de tudo o que passamos, temos consciência do que podemos ou não fazer e temos que ter responsabilidade em fazer a nossa parte. Só que é impossível não pensar no vírus e na pandemia a cada instante. Férias sem preocupações? Impossível! Nem em casa estamos 100% seguros, imagina em outro lugar.

fila na entrada de sorveteria em Valencia
Viajar na pandemia – filas maiores pela distância de segurança

O que fizemos para tentar nos manter em segurança?

Primeiramente, o básico. Máscara sempre! É desgastante andar de máscara o tempo todo, no calor, no sol, em lugares fechados ou abertos? É, mas tem que ser assim, não só se for viajar na pandemia. Só tiramos a máscara na praia, já na areia ou quando estávamos fazendo alguma trilha. Precisava sentir aquele cheiro de mato! E na praia o uso não era obrigatório enquanto estivéssemos na areia.

placa com normas de segurança na praia da Espanha
Medidas de segurança nas praias de Valência

Depois o álcool gel, que voltou a ir pra bolsa. Eu tinha o hábito de carregar comigo quando morava no Brasil, mas aqui na Espanha perdi este costume. Nem nos hospitais existiam dispensadores de álcool pra gente usar. Agora ele está em todo canto e alguns lugares não permitem a entrada se não limparmos as mãos logo na porta.

Vem pra Espanha? Planeje toda a sua viagem conosco! 

Distância de segurança em todos os lugares. Em filas, lojas, supermercados era o mesmo que em Madrid. A novidade foi na praia. Tentávamos ir nos horários mais vazios e em praias não tão concorridas. Como percorremos uma grande parte do litoral valenciano, quando paravamos em uma praia mais cheia, dávamos a volta e íamos em busca de outra. Algumas prefeituras criaram aplicativos que mostram a ocupação das suas praias, então podíamos consultar antes de ir as que estavam mais vazias. Outras, as menores, fechavam quando enchiam. E muitas tinham pessoal na entrada, fazendo a contagem de quem entrava e quem saía. Aliás, essa é outra novidade: as praias tem lado pra entrar e pra sair e muitos acessos estão fechados. Só entra por onde é possível fazer o controle de aforo.

Em La Manga não tivemos problema, fomos antes da alta temporada e a cidade estava bem vazia. Ficamos em um apartamento na beira da praia do Mar Menor que estava sempre tranquilo. A praia do Mar maior lotava mais, mas aí a gente passava longe. E quando fomos passear em Cartagena também não tivemos problema, quase nenhum turista na cidade.

O lugar mais cheio que fomos foi justamente o que mais gostamos, Montanejos. Uma lagoa de águas termais que, apesar de ser cobrada entrada, estava bem cheia em plena terça-feira. Nem posso imaginar no final de semana! Mas nós achamos um “buraco” na grama e nos esparramamos.

Aliás, a tática de se esparramar é ótima em tempos de pandemia. Escolhíamos um lugar vazio e mais espaçado na areia e íamos abrindo guarda-sol, cangas, toalhas, separando um espaço só nosso. Assim começamos a delimitar nosso território. Um círculo, um quadrado na areia, um recado pra ninguém chegar perto. Eram nossas fronteiras! Teve um dia que o Vlad e a Mai foram na frente e quando chegamos eles haviam construído uma muralha e vários castelinhos de areia! Ninguém se atrevia a chegar perto hahahaha

Cada um no seu quadrado!

O único lugar que lembro onde não conseguimos seguir nenhum protocolo além da máscara foi no parque infantil. Impossível manter distância entre crianças e exigir que eles não toquem em nada! Aí só orientando mesmo. Maísa já sabe que se toca em algo não pode pôr a mão no rosto até que passe o álcool. Obviamente sei que não é suficiente, mas também não vou criar minha filha em uma bolha. Logo ela volta às aulas e terá que saber se proteger e proteger os outros. Ela se divirtiu, de máscara, não brincou com nenhuma outra criança e higienizou as mãos no final.

criança brincando no parque infantil
Impossível manter segurança nos parques infantis

Também tenho orientado elas a passarem o álcool não só ao entrarem em algum lugar, mas também aos sairem. Principalmente em lojas e supermercados, onde tocamos em tudo. Se o vírus resiste em roupas, embalagens eu não sei, mas acho melhor assim.

Em Madrid conte com guias brasileiros!

Medidas de prevenção que me fizeram sentir mais segura

  • bares e restaurantes tem realizado uma boa higienização entre um cliente e outro. Em praticamente todos os lugares que fomos vimos os atendentes limpando mesas e cadeiras antes dos clientes sentarem. Também foi abolido o uso do cardápio, tudo é por código QR. Nem todos os restaurantes respeitam a distância entre mesas, mas aí vai da pessoa ficar ou não no lugar. Nós só fomos em locais onde podíamos manter a distância de segurança.
  • o controle de acesso às praias, embora na areia a gente é que tenha que se virar em manter a distância. Mas vimos a polícia fazendo rondas constantes nas praias maiores
  • em uma das praias que fomos os espaços na areia estavam separados por tiras de nylon, demarcando onde cada grupo podia fcar. Tinham quadrados para duas pessoas, 4 e para grupos maiores (máximo 10 pessoas) e até corredor para a circulação.
Espaço demarcado na areia, pela prefeitura

Balanço geral de viajar na pandemia

Apesar de ser impossível relaxar e deixar de pensar no que estava acontecendo, de ter que tomar cuidado todo o tempo, buscar lugares menos cheios, evitar tocar nas coisas, usar máscara em um calor de 40º, não posso dizer que não aproveitamos tanto uma como a outra viagem. Aproveitamos e muito! Passeamos, brincamos, descobrimos novos lugares…foi um refrigério em meio à toda essa loucura. Afinal, seguimos sem trabalho até que toda essa situação se normalize e todos possam viajar com tranquilidade. Tenho certeza que as meninas também aproveitaram, reencontraram com os amigos de Valência e curtiram muito a praia, que era o que eu queria. A Mai até disse várias vezes que estavam sendo as melhores férias da vida 🙂

Também pode te interessar:

Viva Madrid Tours exclusivos e personalizados

Conheça Madrid em um tour exclusivo e personalizado, em português, com quem vive aqui e vai te mostrar a cidade com os olhos de morador e a curiosidade de quem está sempre procurando coisas novas e é encantada pela cidade!

Para mais informações entre em contato pelo e-mail contato@melamilpelomundo.com ou pela nossa página https://www.facebook.com/vivamadridturismo/

Sabia que pelo blog você pode programar toda sua viagem?

Vindo para Madrid? Aproveite as ofertas de hospedagem do Booking!

 

Se precisar de TRANSFER do aeroporto até o seu hotel e vice-e-versa? Conte com nossos parceiros, que estarão te esperando no desembarque, oferecendo toda a comodidade para que sua chegada seja tranquila. Aproveite e compre os ingressos sem fila, aproveitando cada segundo da sua estadia!

Precisando de carro para viajar? Faça sua cotação por este link da Rentcars, nossa parceira de viagens

Precisa alugar um carro? Reservando conosco pela Rentcars você consegue as melhores condições e ainda colabora com o blog, sem nenhum custo adicional.

Lembre-se: o seguro é obrigatório nas viagens para a Europa. Contrate o seu aqui!

Não esqueça que para entrar em alguns países o seguro de viagem é obrigatório. Faça sua cotação com nosso parceiro e obtenha as melhores condições junto às melhores seguradoras do país.

Chegue ao destino conectado

Quer chegar ao seu destino já totalmente conectado, com internet ilimitada e acesso ao Whatsapp, redes sociais e Maps? Compre seu chip da America Chip aqui conosco e compartlhe os melhores momentos!

 

 

Juliane

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *

This error message is only visible to WordPress admins

Error: No posts found.

Make sure this account has posts available on instagram.com.

Click here to troubleshoot

Error: admin-ajax.php test was not successful. Some features may not be available.

Please visit this page to troubleshoot.




© Copyright - 2017 Mel a mil pelo mundo. Todos os direitos reservados.