Viver em Madrid – nosso novo “lar-doce-lar” em Madrid

Bom, já contei como foi nossa chegada em Madrid e nossa batalha em encontrar um apartamento. Neste post quero explicar mais detalhadamente como foi esse processo, porque se alguém tivesse me explicado como alugar um apartamento em Madrid antes, teria sido bem mais fácil encontrar nosso lar-doce-lar!

Enquanto estávamos no Brasil nutria a ideia de que ter um passaporte europeu abria as portas para uma vida nova no Velho Continente. Bem, abre a porta sim, mas se você quiser entrar na sala, quartos, varanda, vai precisar mais do que um passaporte.

Então, como fizemos para conseguir nosso lar-doce-lar em Madrid?

Para alugar um “piso” direto de imobiliária, que foi no que baseei minhas pesquisas no Brasil, é preciso, além da documentação de cidadão (documentos de identidade), um contrato de trabalho, no mínimo três “nóminas” (contracheques) e uma comprovação de renda de pelo menos duas vezes o valor do aluguel. Em suma, um passaporte europeu não serve lá para muita coisa.

A saída é recorrer diretamente aos proprietários e torcer para que não sejam feitas muitas exigências. Nós tínhamos apenas um ou dois meses de fiança, dependia do valor que íamos conseguir no aluguel.

QUER ALUGAR UM CARRO? CLIQUE AQUI E APROVEITE!

Para encontrar imóveis direto de proprietário temos que buscar na internet mesmo, como eu estava fazendo há meses no Brasil ou apelar para o boca-a boca. Como eu não tinha a menor ideia das exigências das imobiliárias, ficava olhando vários apartamentos e colocando um monte de requisitos, que na prática não me levaram a nada. Nas condições em que estávamos não dava para ficar escolhendo. Era o que viesse. Claro, estabelecemos um mínimo, afinal não saímos da nossa casa cheia de conforto do outro lado do mundo para colocar nossas filhas em um muquifo!

PROCURANDO HOSPEDAGEM EM MADRID?

Quando percebemos que tínhamos que mudar de tática e procurar por proprietários bateu um pavorzinho, pois não sabíamos por onde começar. Mas nossa anfitriã, a Ju, sacava tudo destes paranauês e já saiu buscando os sites de anúncios. E são muitos. Vibbo, Milanúncios, Enalquiler, Yaencontre são os mais conhecidos. O problema é que os melhores imóveis são alugados muito rápido. Tinham anúncios que nós víamos pela manhã e a tarde já estavam reservados. Então o negócio tinha que ser rápido!!

Quando vimos o anúncio do apartamento que alugamos, fazia 15 minutos que ele havia sido publicado. Logo fomos olhar e a proprietária avisou que já tinham interessados após nós! Como o valor do aluguel estava dentro do que nos programamos, o lugar estava todo reformado, mobiliado, em uma zona central e ela aceitava meu humilde passaporte e um mês de fiança apenas, fechamos negócio!

lar-doce-lar em Madrid

Nossa humilde residência

No outro dia já assinamos o contrato e recebemos as chaves. Acabamos ganhando uma semana de aluguel grátis! Quando eu digo que Deus é maravilhoso…

lar-doce-lar em Madrid

Nossa casinha então, pelos próximos meses, tem dois quartos, uma sala espaçosa, móveis e eletrodomésticos novos e está de bom tamanho para quem está começando do zero! Quando tivermos em mãos as nóminas, o contrato de trabalho e o comprovante de renda vamos atrás de um novo espaço, com mais itens da nossa lista de “necessidades”.

O importante é que agora tínhamos o imprescindível para o próximo passo…o EMPADRONAMENTO.

Mas isto é assunto para o próximo post.

E aí, curtindo nossas histórias? Então deixe um comentário ali embaixo e nos siga nas nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter!

Beijos de MEL! ?

 

12 Respostas para “Viver em Madrid – nosso novo “lar-doce-lar” em Madrid”

  1. Olá, buscando o custo de vida em Madri achei teu blog. Estou adorando! É muito esclarecedor. sucesso pra vocês.

    1. Obrigada Selma!! Beijinhos

  2. Ola Juliane,tudo bem? Olha muito obrigada, suas dicas são ótimas, gostei muito de seu blog(encontrei por acaso).
    Tenho nacionalidade portuguesa meu marido e filhos também. Queremos viver em Pamplona,pois tenho uma irmã lá, já é nacionalizada…acha que consigo alugar piso com alguma facilidade com isso? E questão de língua,consigo estudar e trabalhar na boa? Obrigada pela disponibilidade. Bjs

    1. Oi Rose! Pamplona é outra Comunidade, nao sei extatamente como sao as coisas por lá. Mas no geral, para alugar eles pedem contrato de trabalho e a fiança. Se for por articular vao te pedir no mínimo dois meses. Se você está bem no castelhano, é mais fácil coseguir trabalho. Caso contrario, nao. Estou à disposiçao! Bjs

  3. Boa tarde Juliane.

    Conheci o blog hoje e de fato é muito bom..Vai bem de acordo com a minha realidade,pois planejamos mudar para Espanha em breve e seus posts são excelentes..

    E claro,o que mais preocupa é adaptação de filhos e custo de vida..
    Pergunto:Para sua família hoje com as 5 pessoas,o custo de vida de vocês está assim por alto em quanto??
    Queria pedir para fazer um post completo com cada despesa individualmente (agua/luz/gás/supermercado/net-tv-tel/,etc,etc.) para seus leitores,com certeza muita gente tem interesse em saber também…Seria de muita ajuda.
    Abraço e não pare de escolher e postar temas legais.

    1. Oi Thales!! Que legal saber que o blog está ajudando! E obrigada pela sugestão, já estou com o post em mente…
      O custo de vida varia bastante, depende do estilo de vida de cada família. Vou tentar passar os valores no post que você sugeriu, que ficará mais fácil para imaginar adaptando as necessidades de vocês.
      Obrigada pelo comentário, saber que estamos atingindo nosso objetivo, que é o de passar informação relevante, é muito gratificante!!
      Grande abraço e fique atento às próximas postagens!! 😉

  4. Eu tbm mudei com minha familia ( marido e 2 meninos), do Brasil p Irlanda e foi os 6 primeiros meses foi tenso.
    Estivemos em Madrid em maio e ficamos apaixonados pela cidade.
    Continue contando as aventuras e boa sorte! ?

    1. Madrid é realmente apaixonante! Por isso a escolhemos para morar. Vamos contar todas as nossas aventuras, pode deixar!! Beijos ?

  5. Estou adorando as aventuras! Não tiveram que transferir o Aire? No consulado da Itália?
    Vocês venderam tudo no Brasil? Será que janeiro é uma boa época para se mudar para a Europa?
    Continuem postando estas dicas ótimas! Boa sorte na nova vida! Quando formos a madrid vamos combinar um encontro.

    1. Oi Chris!! Aire finalmente transferido en viernes, depois de 2 meses de espera!!
      Vendemos algumas coisas, mas como estamos alugando nossa casa por temporada, o principal ficou. Assim temos onde ficar quando formos ao Brasil e é sempre nosso “porto seguro”, né? Se souber de alguém precisando, indica o site http://www.airbnb.com.br/rooms/11643339
      Não sei te dizer se janeiro é uma boa época porque ainda não passamos este mês por aqui. Mas acho que se estão preparados e dispostos a encarar a mudança, vale qualquer época!
      Esperamos vocês aqui, viu?
      Grande beijo!!!

  6. Bom dia, Mel

    Estou indo com a minha família (04 adultos) passar um fds em Madrid em dezembro, você pode me passar alguma dica de hospedagem? Obrigada!!!
    Beijos
    Renata

    1. Oi Renata! Tudo depende de quanto estão dispostos a gastar, porque Madrid tem opções para todos os bolsos. Para aproveitar bem a cidade, o legal é ficarem próximo ao centro, já que a maioria dos pontos turísticos está ali ou ao redor. Outra ponto a considerar é que tipo de experiência querem ter. Nós sempre que podemos ficamos em apartamentos de temporada, que vocês podem consultar pelo site http://www.airbnb.com. Mas como é só um finde, de repente vale um hotel ou um hostel, que vocês podem encontrar no Booking.com e clicando a partir do nosso blog, ali na barra lateral, vocês estarão ajudando o blog a se manter no ar e não pagam nada a mais por isso. Qualquer outra dúvida ou dica é só chamar! 😉

Deixe uma resposta